Poço profundo

O que há em mim é sobretudo cansaço, cansaço assim mesmo, ele mesmo cansaço... Fernando Pessoa Seu Sebastião Esmeralda, encontrou aqueles dois homens já conhecidos, estes encontrados em um bar ali próximo de sua casa, enquanto tomava sua dose diária de cachaça do tipo ouro que era armazenada e envelhecida em tonéis de carvalho. - … Continue lendo Poço profundo

Procissão

Dois cavalheiros dispostos, luar reluzente na trêmula água... Campos distantes, cidades vazias e abandonadas... Casinhas sem ninguém que falam para ninguém a história do seu mudo silêncio. Os dois homens pararam sozinho no vazio noturno. Deveriam fugir feito idiotas? Gritar alguma coisa? A procissão se aproxima, a mórbida procissão se aproxima! Aqui, logo aqui, uma … Continue lendo Procissão

Capítulos inteiros

Ainda choro capítulos inteiros de um mesmo livro que sempre deixei por inacabado... Terminar? Embora relutasse... Tentei tentei, mas todavia me era inalcançável e assim ficou... Era como um atolamento sem fim! Pensamentos perplexos que nunca desejaram deixar-me. "Porquê afoguei-me, por quê afogar-me se a suavidade da superfície é tão branda e macia?" Fazia-se noite … Continue lendo Capítulos inteiros