Dissolução

Coisa indescritível e única meu amor era, quando nos tornamos na dispersão dos nossos sentimentos, uma mistura homogênea da mais perfeita dissolução de nosso afeto. Porém certo dia, você e eu ficamos em repouso e viramos um doloroso sistema heterogêneo... Feitos água e areia, em separação total de nosso soluto que era um sentimento tão … Continue lendo Dissolução

Rotina no porto

Na travessia da fronteira o controle aduaneiro. Ao longo do rio Uruguai era presente o clima quente oceânico do mês de janeiro. Sentado por entre as caixas baixas eu via: inúmeros pontos de passagem, balsas, pessoas com passos lentos ou apressados e tantas mercadorias... Atracação de barcos com suas muitas singularidades que passam despercebidas, ao … Continue lendo Rotina no porto

Adormecer

Não consigo adormecer. Só pesadelos e sonhos lúcidos sem adormecer ... Sinto frio. Foi pouco antes de esquecer de uma velha e amorosa lembrança que me é recorrente, ouvi som de passos arrastando correntes. Só pesadelos e sonhos lúcidos sem adormecer ... Imensurável saudade daquele quintal alegre de minha infância livre de dores, céu cinza … Continue lendo Adormecer

A bordo do Loxenloy; minha breve passagem pelos arquipélagos da América do sul.

Algum ponto do Atlântico norte, nas proximidades do arquipélago de São Pedro e São Paulo. 31 de julho de 1960, 23:00 PM. Acordei muito cedo hoje. Na verdade, raro são os dias em que acordo mais tarde. Acordar cedo sempre me fez se sentir mais vivo, como se uma energia revitalizadora proveniente de uma fonte … Continue lendo A bordo do Loxenloy; minha breve passagem pelos arquipélagos da América do sul.