Fúnebre passagem

Não sofro pelas coisas palpáveis e tocáveis... São as do plano imaterial, aquelas que não se podem ver nem tocar que mais me causam dor... Lourenço Mutarelli Uma deserta rua de ladeira por alguma noite da semana. Jhon descia essa mesma rua sem saber bem o porquê de estar fazendo tal ação. Mas vai descendo … Continue lendo Fúnebre passagem

Suspenso

Dentro do ônibus em que eu viajava de volta de algum lugar, lugar qualquer que um dia já foi muito bom... Insatisfeito com algo que por si só não era lá grande coisa, mas ainda assim me era muito... Pois é o significado inerente em cada coisa que marca, em cada toque que recebe, em … Continue lendo Suspenso

Capítulos inteiros

Ainda choro capítulos inteiros de um mesmo livro que sempre deixei por inacabado... Terminar? Embora relutasse... Tentei tentei, mas todavia me era inalcançável e assim ficou... Era como um atolamento sem fim! Pensamentos perplexos que nunca desejaram deixar-me. "Porquê afoguei-me, por quê afogar-me se a suavidade da superfície é tão branda e macia?" Fazia-se noite … Continue lendo Capítulos inteiros

Agulhas pelo chão

As palavras são manchas desnecessárias sob o silêncio e o nada... Samuel Beckett O homem magro e meio pálido possuía os ossos do rosto bem destacados e salientes. Todos os dias ao varrer a casa apressadamente, tinha, dentre várias outras, uma intensa fixação recorrente que lhe invadia até que fosse terminada toda aquela atividade diária: … Continue lendo Agulhas pelo chão

Angústia; um jovem e um gato.

A história a seguir, narrada de forma resumida como todas as outras histórias em que se teve pressa, foi vista por mim em um futuro remoto. Um viajante do tempo de nome Nebuloso. O tempo não esperou, e não tive tempo de lembrar meu sobrenome mas recordo bem do ocorrido em questão. E sim, viajante … Continue lendo Angústia; um jovem e um gato.

Um porre, um vira-lata e um amigo

Eduardo era um cinquentão que adorava cervas belgas e cigarros meio caros e cheirosos. Viajar já tinha se tornado seu hobby fazia tempo. "- Casar? Nem com homem nem com mulher, tá doido meu filho? Se é que eu iria querer mulher né... Mas minha paz vale bem mais! Sozinho com minhas dezenas de gatos … Continue lendo Um porre, um vira-lata e um amigo