Beleza da derrota

Existe uma beleza estranha na amargosa consumação da derrota, excepcionalmente quando os que perdem não se rendem mesmo ante a morte. O sangue caro é vendido à preço de tantas outras vidas como um fluído grosso e raro onde desaguam rápido rumo aos rios de despedida que desaguam para o mar. Difundindo a infinidade de sais que modificam em vermelho o já conhecido azul das águas de lá …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s